terça-feira, 29 de novembro de 2016

Bilbao - Ontem e hoje

A primeira foto é minha de 2003 de onde se vê a Ponte Deusto. Ao fundo o Museu Guggenheim . Não havia ainda os prédios e os jardins como na foto atual do Google Earth. O tempo muda tudo.


Calendário Pirelli 2017.

Atrizes em preto e branco e sem maquiagem. Maravilhosas.



 

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Angola : Branco no Preto / Preto no Branco.

Acabei de ler o livro "Branco no Preto/Preto no Branco" da autora portuguesa Salvina Ribeiro. Um livro emocionante onde a autora se desnuda para nos contar como foi sua vida e a de muitos imigrantes portugueses em Angola durante os anos 50 e 70 do século XX. O leitor é cativado desde o início da leitura por uma menina que vai nos guiando através da descoberta de um mundo novo.  Imagens e sentimentos vistos e vividos por ela passam a ser nossos e vamos juntos conhecendo Angola das florestas, dos bichos e do calor.  Uma realidade muito distante da sua aldeia de origem em Portugal. Salvina nos guia pela sua infância e nos leva até a sua juventude. Durante esse percurso vamos conhecendo Malange, suas gentes e costumes e depois a Luanda que passa a ser sua cidade amada onde viveu o começo da sua juventude e de onde foi obrigada fugir. Angola que se transformou em seu país, ou sua casa como ela gosta de frisar, teve belezas, mas também as tristezas da pobreza e da violência doméstica geradas por um sistema lusitano arcaico e patriarcal onde o pai era mais patrão que pai. Aos poucos vamos sendo introduzido nos horrores de uma guerra de descolonização onde milhares morreram:  brancos, pretos, mulatos, gente da terra e gente que adotou a terra. Todos saíram perdendo porque não há vitoriosos numa guerra. Pessoalmente o livro me emocionou pela descrição dos horrores vividos por Salvina e também por ser amiga de uma das personagens do livro. Mulheres de coragem sempre me emocionam. Ótima leitura.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande ., SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.