segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Praga.



(...) __Vamos assistir a um concerto de música clássica na Igreja de São Nicolau, que fica na praça da cidade velha (...) pág.49.
(...) O lugar que sobrou era tão estreito que era impossível não se tocarem. O concerto começou logo em seguida, não dando tempo para falarem mais nada. O som da Ave Maria de Schubert começou a encher o ambiente de música e emoção. Irina não sabia se aquela sensação de prazer que começava a sentir vinha da linda música ou do calor do corpo de Angel. Podia sentir o nylon da meia dela em sua perna, e seu braço tocando o dela.
As músicas sucediam-se, uma mais bela que a outra. A acústica daquele templo fazia com que a plateia fosse levada, como num sonho, a flutuar pelas notas que saíam dos instrumentos. Irina sentia seu corpo cada vez mais quente. Estava sendo invadida por uma sensação maravilhosa. O momento era mágico, era como se o corpo de Angel se fundisse ao dela, como se suas almas voassem juntas ao som daquelas musicas. Sentia-se unida a Angel, como num pacto não entendido e não revelado. (...) pág.51

In: Solares, Bertha. Um Ano, Dois Verões: Ed. Brasiliense, SP, 2001.




Nenhum comentário:

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande , Big Beach. , SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.