quinta-feira, 7 de novembro de 2013

SÉRIE:Os Deuses só existem para quem acredita neles.Parte 2

(continuação)
Vamos pensar agora numa nova religião que vai nascer nos primeiros anos do que se convencionou chamar de era cristã ou Depois de Cristo. A religião cristã nasce dos ensinamentos de um judeu chamado Jesus que tendo tido um encontro com Deus começou a pregar os seus ensinamentos .Esse deus que também era o Deus dos Judeus , seria o Pai de todos e Jesus o Filho/Profeta que nascera para salvar a humanidade do pecado através de seu próprio sacrifício ou seja a sua morte livraria todos os judeus do pecado original. Depois de sua morte ele ascendeu ao céu e ressuscitou.
Saulo, depois chamado Paulo, soldado romano de origem grega que vivia na região onde hoje está a Turquia se converte a essa nova religião e se transforma no seu mais importante profeta. Deve-se a ele a organização dos ensinamentos de Jesus e a elaboração dessa nova religião monoteísta: O Cristianismo.
Essa nova religião também como as anteriores vai sofrer o processo de sincretismo e incorporar vários símbolos e rituais do Zoroastrismo e do Mitraismo.
Como já sabemos nenhuma religião ficará livre do sincretismo, mesmo a ultima grande religião monoteísta a nascer por volta do ano 600 na Arábia, o Islamismo, ficará livre das influências das religiões anteriores. Basta lembrar que Mohamed/Mohamad/Maomé também foi chamado a presença de Deus através do anjo Gabriel que lhe disse ser ele o último profeta e lhe passou ensinamentos que foram escritos por ele num livro chamada AL CORÃO.
Estamos falando de sincretismo nas religiões, mas notamos uma diferença entre as três religiões monoteístas que merece ser exposta e analisada. No Zoroastrismo , Zoroastro escreve ele próprio os ensinamentos num livro chamado AVESTA . Maomé também escreve ele próprio os ensinamentos num livro chamado AL CORÃO , mas Jesus , depois chamado Cristo não escreve ele próprio os ensinamentos . Só muito tempo depois de sua morte é que seus discípulos ,também chamados de profetas, como Paulo, Mateus, Marcos, Lucas e João , é que vão registrar o que disseram ser a palavra de Jesus - fato questionável por terem eles nascido muitos anos após a morte de Jesus e dessa forma não terem sido testemunhas oculares. O que nos leva a crer que eles escreveram o que a tradição oral lhes passou – Esse escritos em forma de livros ou cartas serão juntados às antigas escrituras dos Judeus formando um livro chamado de BIBLIA, composto de duas partes o Velho Testamento ( dos judeus) e o Novo Testamento ( dos cristãos).
Mas vamos voltar ao sincretismo cristão . Para isso vamos conhecer a Deusa Semíramis que adquiriu vários nomes nas diversas regiões da antiguidade como:
No Egito> ISIS.
Na Suméria> SAMMUR-AMAT ou ISHTAR.
Na Grécia> ARTEMIS.
Em Roma > ASTARTE.
Em Israel> ASHTAROTH.
Na Fenícia> ASHER.

Vamos conhecer um pouco a história dessa deusa e para isso voltamos a região da Mesopotâmia . Conta-se que CAN , filho de Noé, casou com Semíramis e com ela teve um filho chamado NIMROD que substituiu o pai depois de sua morte . Quando Nimrod morreu Semíramis ficou grávida e para não levantar suspeitas de sua leviandade , diz que o filho que espera é a reencarnação de Nimrod e que fora “concebido sem pecado” . Ela lhe deu o nome de TAMUZ ( Mitra). Que para ser reverenciado fazia o sinal de um T ( sinal da cruz).Tamuz morre num acidente durante uma caçada e a deusa diz que seu filho subiu aos céus e se tornou um Deus.
A simbologia da mãe e do filho concebido sem pecado e encontrada nas várias religiões como no Egito na figura de ISIS e seu filho HÓRUS ; no cristianismo na figura de MARIA e seu filho JESUS.
Outra coincidência é que o dia 25 de dezembro era celebrado como o do nascimento de TAMUZ e a noite anterior era a “noite da mãe”. Esse culto ao dia 25 de dezembro foi incorporado pelos romanos que tinham uma festa chamada SATURNÁLIA ( entre 17 e 23 de dezembro) uma homenagem ao deus Saturno onde nos dois últimos dias trocavam-se presentes e no dia 25 era celebrada a festa do nascimento do Sol.
O culto a MITRA=TAMUZ , começou a ser comemorado em Roma no século I AC . A data entra para o calendário oficial romano em 274 . Anteriormente o calendário romano era Lunar e tinha 340 dias divididos em 10 meses, de Março a Dezembro. Por volta do séc.VI AC acrescentou-se mais dois meses Janeiro e Fevereiro e o ano passou a ter 354 dias. Foi Julio César que adotou o calendário de 365 dias e o mês Quintilius virou Julius(Julho) e o Sextilius virou Augustos (Agosto) . Mais tarde em 1582 o calendário que o  Papa Gregório XIII mandou fazer e que  ficou conhecido por calendário gregoriano , fixou os anos bissextos e é também conhecido por calendário cristão porque o matemático que o elaborou colocou o ano 1 como e do nascimento de Cristo , criando assim a convenção AC/DC.
É oportuno lembrar que foi o imperador CONSTANTINO que patrocinou o Concílio de Nicéia onde se cria a Igreja Católica Apostólica Romana, legalizada por ele em 313. Foi o Imperador Teodósio que através de um decreto no ano 380 oficializa a religião católica como a oficial do Império Romano, banindo e proibindo todas as anteriores consideradas a partir de então pagãs. Mas voltemos a história de Semiramis e seu filho Tamuz/Mitra.
Do que foi exposto acima podemos ver que o NATAL cristão está envolto em uma série de sincretismos . O dia 25 , nascimento do Tamuz/Mitra = a nascimento de Jesus . A troca de presentes nesse dia . A missa na véspera = a festa da mãe Semiramis .Somam-se à esses sincretismos e misturas o fato de que como vimos o calendário que vai se tornar oficial partir de 1582 criou artificialmente uma divisão no tempo entre Antes de Cristo e Depois de Cristo , mesmo sem se ter certeza de que ano ele nasceu e se ele realmente foi uma figura histórica ou não .
Heresias... Heresias... Dirão os crédulos, mas em pleno século XXI não podemos negar a mais humana e necessária qualidade do Homem, a sua capacidade de querem entender e buscar respostas as suas perguntas.
Continuamos a nossa jornada de milhares de anos (o fóssil mais antigo de homo sapiens sapiens é datado de 30.000 anos atrás) . Por isso acredito não ser possível hoje entender o momento presente sem entender as religiões que dia a dia se tornam cada vez mais fundamentalistas (como era na sua fundação=começo) ofuscando com seus dogmas a realidade vivida pela maioria dos seres humanos que se tornam mais uma vez cativos de sua ignorância e sujeitos aos senhores dos poderes do saber, da política, das armas e do dinheiro. Será que ainda precisamos acreditar que o destino dos seres humanos está nas mãos dos deuses e que ir contra esses desígnios é pecado e o pecado condena a danação eterna?

Se para responder a pergunta tem-se que se ser rotulado de Ateu! Que sejamos, pois!
Seria bom refletirmos, uma vez mais, sobre uma frase de um filósofo rotulado de ateu e que no final do século XIX escreveu esse pensamento: “A história não se repete. Se ela se repetir a primeira vez será como drama e a segunda como Farsa” (K. Marx).
Se de todo acharmos que nos falta ainda muito entendimento sobre os mistérios da vida , termino com esse pensamento de Voltaire:
Se Deus não existisse, seria preciso inventá-lo.

Bertha Solares.

Nenhum comentário:

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande , Big Beach. , SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.