sexta-feira, 18 de junho de 2010

P.G. , 18 de Junho de 2010.

Querido Saramago,

Acabei de saber que você se foi para sempre. Sentirei sua falta. Falta da sua língua certeira com a qual atacava os que causavam mal as pessoas. Meu velho comunista . Sentirei falta da sua coragem em sempre dizer o que pensava . Você sabia e nós também ,por sua causa, que poucas pessoas tem coragem de dizer o que pensam. No mundo de hoje a ordem é fingir. Sentirei a falta das suas palavras , não as escritas porque essas desde Guttemberg a humanidade terá sempre acesso. Sentirei falta das palavras que falava . Gostava muito de lhe ouvir . Suas palavras vão ficar ecoando na minha memória e carregarei para sempre o som do seu português lusitano que lhe caía tão bem e que pra mim, particularmente, lhe dava charme. Permita a mim hoje sentir luto junto com os seus entes queridos , a sua pátria e a literatura. Hoje morreu consigo um pouco da beleza da lingua portuguesa . Vamos seguir caminhando para frente , um conselho que você próprio nos daria : deixe dessas bobagens e siga ! Obedeceremos a ordem sim. Mas para mim sempre faltará uma palavra no dicionário da minha vida, uma palavra adorada e indefinível , a palavra : SARAMAGO.

Bertha Solares.

Nenhum comentário:

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande , Big Beach. , SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.